Fique por Dentro

Voltar

14 DE OUTUBRO 2020

Candidato João Vitor Xavier dialoga com membros da INAPER

Durante o encontro João e membros do instituto dialogar sobre medidas necessárias para recuperar pessoas em situação de rua na capital

João Vitor Xavier, candidato a prefeito de Belo Horizonte pelo Cidadania, realizou durante esta quarta-feira, 14, encontro com membros do Instituto de Apoio e Orientação a Pessoas em Situação de Rua (INAPER e com lideranças religiosas da capital mineira. O objetivo é dialogar com cada um, apresentar propostas de seu plano de governo para solucionar os maiores problemas que cada instituição vêm enfrentando atualmente em BH. 

“Temos, hoje, em BH 12 mil moradores em situação de rua, mais que o dobro de quatro anos atrás. Essas pessoas precisam de ações que as tirem dessa condição, tenho projetos que darão dignidade e oportunidade de um recomeço. É necessário políticas e parcerias que os abriguem, os tirem das ruas”, falou. Xavier acredita que a vulnerabilidade desses moradores de rua é desumana além de fomentar, o crescimento do tráfico de drogas, da prostituição e ainda da falta de cuidado com o próximo. 

O INAPER oferece acolhimento a essa população carente e, hoje, atende cerca de 60 pessoas por dia, com foco em resgatar a esperança e a dignidade desses indivíduos. O instituto oferece café da manhã, banho, oficinas pedagógicas, atendimento social e psicológico, orientação e apoio a todos que nos procuram. Possui parcerias com empresas e universidades que trouxeram novas perspectivas para os assistidos da instituição.

João propõe a criação de uma Política Municipal para a população em situação de rua, ampliando e qualificando equipes técnicas para essa abordagem, proporcionando, sobretudo, o processo de saída das ruas, o resgate de vínculos familiares e comunitários, a reinserção no mercado de trabalho e o acesso às demais políticas públicas, a partir do acompanhamento socioassistencial sistemático. Explicando que é preciso reorganizar, qualificar e promover o funcionamento do Comitê de Monitoramento e Assessoramento da Política Municipal para População em Situação de Rua, de forma a criar um ambiente de debate envolvendo todos os segmentos além  de fortalecer o Serviço Especializado de Abordagem Social, assegurando o contato sistemático com a população em situação de rua e o necessário estabelecimento de vínculo de confiança. 

“Essa importante estratégia possibilita o atendimento das diferentes necessidades desse grupo da população, bem como o seu acesso e sua inclusão às diferentes políticas públicas (saúde, assistência social, habitação, educação, dentre outras), com o intuito de permitir o seu processo de saída das ruas e, consequentemente, superar a situação de vulnerabilidade em que vivem” afirma João.

Foto: Rafael D'Souza